O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.




Post

Um homem denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) por tentar matar o enteado foi condenado pelo Tribunal do Júri da Comarca de Blumenau nesta quarta-feira (1º/6). Maurilio de Lima foi sentenciado a quatro anos de prisão em regime aberto.  

O crime aconteceu em 18 de abril de 2020, por volta das 13h30. Naquela tarde, em uma festa, o acusado entrou em uma discussão com o filho de sua companheira e ambos começaram uma luta corporal. Em meio à briga, o réu perseguiu o enteado, pegou uma faca e o atingiu com um golpe na barriga. Testemunhas do crime afirmaram que Maurilio disse que iria matar a vítima e que aquela era a oportunidade que viu para matar. 

De acordo com os fatos constantes na denúncia, a vítima da facada só não veio a óbito pois uma testemunha agiu rapidamente acionando o Corpo de Bombeiros, que se dirigiu ao local, realizou os primeiros atendimentos e a encaminhou ao hospital. 

O Promotor de Justiça da 9ª Promotoria de Justiça da Comarca de Blumenau, Guilherme Schmitt, defendeu perante o Conselho de Sentença que o crime foi uma tentativa de homicídio e que os jurados deveriam descartar a hipótese de lesão corporal, o que foi acolhido na íntegra pelo Tribunal do Júri.