O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.




O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) de Santa Catarina cumpriu mandado de busca e apreensão no Oeste do estado. A ação ocorreu em apoio ao Ministério Público do Paraná (MPPR), que deflagrou, na manhã desta quarta-feira (8/6), a Operação Rarefeito. 

A ação realizou o cumprimento de 30 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, além de ordens judiciais de proibição de exercício de atividade econômica e indisponibilidade de bens. 

Os mandados foram cumpridos em 19 municípios do Sudoeste paranaense e em Galvão, no Oeste de Santa Catarina. 

De acordo com o MPPR, as investigações, que tiveram início em outubro de 2021, apuram a prática dos crimes de organização criminosa, fraude a licitação, crime contra relação de consumo e adulteração de produto destinado a fins medicinais contra prefeituras.