O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Post

Uma comitiva do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) liderada pelo Corregedor Nacional, Oswaldo D'Albuquerque, começou hoje uma visita técnico-institucional ao Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Na visita serão apresentadas boas práticas de resolutividade da instituição. Além disso, o grupo irá conhecer programas e núcleos especiais criados pelo MPSC.

A abertura dos trabalhos contou com a presença do Procurador-Geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, que evidenciou que a gestão de resolutividade está no DNA do MP catarinense. "Essa semente foi plantada e semeada aqui, no início da década de 80, pelo Procurador-Geral de Justiça João Carlos Kurtz. Ele foi o maior expoente da tutela difusa, dos direitos coletivos e individuais. Nosso MP e as pessoas que o integram foram afetadas por essa visão e essa forma de atuar, que teve as primeiras diretrizes lá no começo da década de 80. Desde então, sempre buscamos atuar de forma inovadora e resolutiva", disse. "Vamos aproveitar esses dias para trocar experiências sobre gestão de resolutividade, aprimorar nosso trabalho e refletir em conjunto sobre esse modelo de MP em construção", afirmou.

O Corregedor-Geral do MPSC, Fábio Strecker Schmitt, também falou sobre a oportunidade desta troca de experiências. "Estamos felizes pela Corregedoria Nacional, que, ao querer implantar a rotina da resolutividade, lança seu olhar para o MP catarinense. Vamos apresentar alguns resultados interessantes do nosso trabalho. Temos projetos para compartilhar e oportunidade para aprender. Esses dois dias serão de grande valia para que possamos também aperfeiçoar nossos programas". 

Post

O Corregedor Nacional, Oswaldo D'Albuquerque, ressaltou que a Corregedoria é um grande órgão estratégico do Ministério Público e que a visita irá contribuir para aperfeiçoar iniciativas focadas em resolutividade. "Estamos aqui para conhecer mais profundamente o trabalho realizado, as iniciativas do MP catarinense, e buscar a parceria institucional e interinstitucional para levar ainda mais resultados para a sociedade", afirmou. 

Apresentações

Na programação está prevista a apresentação dos programas "Educação na Meta", "Saúde Fiscal dos Municípios", "Legalidade Ambiental e Sustentável", "Transparência e Cidadania", "Transformação MP" e "Implantação de OKRs".  Além disso, a comitiva irá conhecer o Núcleo de Enfretamento à Violência Doméstica e Familiar e contra a Mulher em Razão do Gênero (NEAVID), o Núcleo de Enfrentamento aos Crimes de Racismo e de Intolerância (NECRIM), o Núcleo Especial de Atendimento à Vítimas de Crimes (NEAVIT) e boas Práticas na Gestão de Promotorias de Justiça (GesPro). Está prevista, ainda, a apresentação da Câmara de Resolução de Conflitos, da Corregedoria, do Protocolo de Rede Intersetorial de Atenção à Pessoa Idosa em Situação de Violência no Estado de Santa Catarina e do Programa de Regionalização do Grupo Especial Anticorrupção.