O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.




Post

Uma tentativa de homicídio ocorrida no bairro Velha, em Blumenau, foi a julgamento nesta sexta-feira (01/07). Ao final da sessão, Isaías da Silva foi considerado pelo Conselho de Sentença da 1ª Vara Criminal de Blumenau culpado por crime de tentativa de homicídio qualificada sendo sentenciado a oito anos de reclusão.

O crime aconteceu no dia 29 de maio de 2012, por volta das 8 horas. Michele estava em seu quarto quando percebeu a presença do réu ao seu lado, em sua cama.

Assustada, a vítima começou a gritar, acreditando que Isaías tinha más intenções. Ele tentou persuadir a vítima dizendo que "queria apenas conversar" e foi neste momento em que ela começou a pedir por socorro.

O acusado sacou uma faca, que carregava em seu bolso, e desferiu 11 golpes contra Michele, atingindo regiões vitais, como tórax e abdômen. Ela continuou gritando por socorro, quando um dos vizinhos ouviu os gritos e correu para socorrê-la. Percebendo que alguém se aproximava, o réu fugiu do local do crime, pulando uma janela.

O marido de Michele, Vilimar Adriano Zanella, disse em depoimento, que no momento do crime, havia saído para trabalhar, quando recebeu uma ligação da sua esposa, cerca de vinte a trinta minutos após a sua saída. Ele narrou que, ao chegar em casa, encontrou sua esposa esfaqueada sobre a cama. A vítima foi socorrida e sobreviveu ao atentado, independente da vontade do acusado.

Isaías foi reconhecido por vizinhos nas proximidades do local do crime.

O Promotor Guilherme Schmitt, da 9ª Promotoria de Justiça da Comarca de Blumenau, atuou no caso e defendeu a tese de tentativa de homicídio, cometido com a qualificadora do meio cruel. Os jurados reconheceram a circunstância qualificadora sustentada pela acusação (meio cruel).

Isaías iniciará o cumprimento da pena de reclusão em regime fechado.