O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Post

Foram inauguradas, nesta terça-feira (14/12), as novas instalações da Polícia Militar Ambiental (PMA) em Canoinhas. Para construção do novo prédio, os recursos provenientes de penas alternativas e acordos de não persecução penal estabelecidos na Comarca de Canoinhas, destinados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) foram fundamentais, representando quase 35% de toda a obra.

"O objetivo foi proporcionar diretamente aos agentes públicos integrantes da 3ª Companhia da PMA condições de trabalho, segurança e conforto, e à comunidade local melhores condições de atendimento e de entrega do serviço prestado", considera o Promotor de Justiça Renato Maia de Faria, que aprovou a destinação das verbas e acompanhou toda a execução do projeto.

Antes

Post

O novo prédio substitui as instalações precárias que abrigavam a 3ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar Ambiental, que atende a região. A antiga sede era inicialmente uma escola construída nos anos 70, desativada pelo Estado e doada à PMA nos anos 90, com paredes de compensado, infiltrações e problemas na rede elétrica e na proteção contra incêndios.

Em 2019, após vistoria, o Corpo de Bombeiros negou atestado de edificação em regularização ao antigo prédio, diante da necessidade de alterações estruturais para atender a legislação estabelecida para a atividade considerada de alto risco, uma vez que a PMA possui em depósito armas e munições.

Após tempestade

Post

No ano passado, no mês de junho, novos problemas surgiram quando chuvas torrenciais e fortes ventos atingiram a região: parte do telhado foi arrancada, a garagem foi danificada e o encanamento teve a tubulação rompida, entre outros danos.

Agora, com o prédio inaugurado após nove meses de obras, uma nova perspectiva se apresenta aos policiais militares ambientais e à população que por eles é atendida no local. O novo prédio tem linhas modernas, é construído integralmente em alvenaria e tem instalações dentro das regras de acessibilidade e de segurança. É amplo, bem iluminado e já está totalmente mobiliado.

Agora

Post
"Viabilizamos em conjunto com o Ministério Público de Santa Catarina e outros parceiros um projeto sem precedentes, onde toda a região será beneficiada por um melhor atendimento da Polícia Militar Ambiental. Ao MPSC, registramos o nosso agradecimento e votos de uma parceria duradoura", destaca o comandante da 2ª Companhia, Major Fernando Luiz Lopes.

Destinação de recursos

Os recursos para a obra do novo prédio foram destinados pelo MPSC, por meio de valores de penas alternativas e de não persecução penal, diretamente ou por meio de um fundo administrado pelo Conselho da Comarca de Canoinhas.