O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Os Ministérios Públicos​ dos Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, em conjunto com o Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul e procuradores do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, deflagraram a "Operação Fabuloso", nesta segunda-feira (19/03), que visa a combater fraude de mais de R$ 15 milhões dos cofres públicos. 
 
O objetivo da ação é reprimir fraudes na contratação pelo poder público de serviços de banheiros químicos pelo poder público. Em Santa Catrina está sendo cumprido um mandado de busca e apreensão de documentos em uma empresa do ramo. São realizadas buscas nos dois Estados e o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, atendendo representação do MPC, já se encontra realizando inspeções extraordinárias em 12 órgãos públicos. Em Santa Catarina o Ministério Público junto ao Tribunal de de Contas levará o caso ao plenário do Tribunal de Contas.
 
A fraude consiste na apresentação de propostas como sendo de diferentes empresas, montando uma competição, quando na verdade as empresas todas ou pertencem ao mesmo grupo familiar, ou estão acordadas entre si para determinarem os vencedores.