O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Post

Na última terça-feira (10/11), o Centro de Apoio Operacional Criminal e de Segurança Pública (CCR) do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) participou de uma reunião com o Instituto Geral de Perícias (IGP), a Polícia Militar e a Polícia Civil de Santa Catarina, visando à integração da atuação das instituições em relação às demandas de familiares de pessoas desaparecidas.

Durante a reunião, o IGP informou que no próximo dia 21, sábado, das 10 às 17 horas, na cabeceira insular da Ponte Hercílio Luz, acontecerá o dia "D" para captação de familiares de pessoas desaparecidas. A ação faz parte do programa Conecta - Perícia conectando famílias, que conta com o apoio da Delegacia de Desaparecidos, do SOS Desaparecidos, do Grupo de Apoio aos Familiares de Desaparecidos (GAFAD) e do MPSC.


Post
O programa Conecta tem como objetivo a captação de familiares de pessoas desaparecidas para coleta de material biológico e inserção dos seus perfis genéticos no Banco Estadual de Perfis Genéticos de Santa Catarina (BPG/SC), em paralelo à criação de um banco unificado contendo os dados biométricos, antropológicos e odontolegais dos desaparecidos.

Durante o evento do Dia "D", serão oferecidos serviços como a coleta de materiais e informações necessárias para a construção de imagem que possa representar a progressão de idade da pessoa desaparecida; entrevista antropológica; coleta de material biológico dos familiares para inclusão no banco de dados; cadastro de desaparecidos e rede de apoio aos familiares.

PLID-MPSC

Esta ação integrada entre as referidas instituições é um dos objetivos do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID), executado pelo MPSC, por meio do Centro de Apoio Operacional Criminal. Compete ao PLID (Ato n. 595/2018/PGJ):

I - coletar informações e registrar o desaparecimento de pessoas ocorrido no Estado de Santa Catarina, inclusive junto
ao Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos - SINALID;
II - promover ações para localização e identificação de pessoas desaparecidas;
III - promover ampla divulgação à população de informações sobre pessoas desaparecidas, formas de prevenção do
fenômeno social do desaparecimento e meios disponíveis para busca de pessoas desaparecidas; e
IV - estabelecer diretrizes e procedimentos para o atendimento de familiares de pessoas desaparecidas.

Para mais informações sobre o PLID, acesse aqui.