O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Está marcada para quarta-feira (13/07), a audiência de instrução e julgamento dos 11 integrantes da torcida organizada União Tricolor, do Joinville Esporte Clube (JEC), denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), em abril deste ano, por tentativa de homicídio e outros crimes conexos. Eles agrediram, espancaram e ameaçaram de morte torcedores das equipes do futebol paraense, Paysandu e Remo, no estabelecimento comercial Sabores do Pará, no bairro Aventureiro, zona leste de Joinville.  

A 22ª Promotoria de Justiça da Comarca de Joinville ofereceu denúncia contra os torcedores por crimes de associação criminosa, constrangimento ilegal e tentativa de homicídio. De acordo com o Promotor de Justiça, Ricardo Paladino ¿o crime gerou perigo comum, posto que o estabelecimento Sabores do Pará, naquele momento estava em pleno funcionamento com inúmeros frequentadores, dentre eles, crianças e mulheres, que fugiram às pressas para não serem atacados, colocando em risco suas integridades físicas¿. 

Na audiência de instrução e julgamento serão ouvidas as testemunhas de acusação e de defesa. Na sequência, ocorrerá o interrogatório dos denunciados. Posteriormente, as partes oferecerão as alegações finais, que podem ser em audiência ou escritas. E somente após as alegações finais é que o juízo da Comarca de Joinville decidirá se eles serão irão a Júri Popular.  

Como ocorreram os crimes

No dia 20 de fevereiro, um grupo de cerca de 30 integrantes da torcida organizada União Tricolor invadiu um bar onde torcedores do Remo e Paysandu, times do estado do Pará, estavam reunidos para assistir a um jogo entre as duas equipes. Eles obrigaram os torcedores a tirarem as camisetas dos clubes, afirmando que aqueles que se recusassem seriam mortos. 

Os agressores estavam armados com tacos de beisebol, pedaços de madeira e barras de ferro. Câmeras de segurança flagraram a movimentação dos agressores da torcida organizada se reunindo no ponto de encontro combinado, no bairro Aventureiro, e se dirigindo até o bar onde ocorreu a tentativa de homicídio.  

No trajeto até o estabelecimento comercial, ocorreram provocações, agressões e ameaças a torcedores que vestiam camisetas de times de fora da cidade.  

Já a tentativa de homicídio ocorreu na loja de conveniências Sabores do Pará, quando o casal dono do estabelecimento e um dos clientes foram agredidos. O cliente ficou gravemente ferido e precisou, na época dos fatos, ser internado em tratamento intensivo. 

sERVIÇO

O quê: Audiência de Instrução e Julgamento  

Onde: Fórum da Comarca de Joinville - Rua Hermann August Lepper, 980 - Saguaçu, Joinville - SC,  

Quando: 13/07 Horário: 09 horas  

Público: Presencial imprensa e para o público em geral.